12/07/2018

Lecionação da Filosofia da Religião a partir da Lógica, Metafísica, e Epistemologia



Na passada quinta-feira, dia 12 de julho de 2018, apresentei uma comunicação na Universidade de Aveiro sobre a "Lecionação da Filosofia da Religião a partir da Lógica, Metafísica e Epistemologia" no encontro sobre Filosofia e Flexibilidade Curricular. Aqui fica um resumo da minha comunicação:

Nesta comunicação tive como objetivo apresentar uma proposta para a lecionação da filosofia da religião no ensino secundário em que se estabelece articulações diretas com a lógica, a metafísica, e a epistemologia. Na minha proposta sugere-se que se lecione três problemas de filosofia da religião. 

No primeiro problema, de natureza lógica, visa-se analisar a consistência dos atributos divinos. Ora, se a filosofia é fundamentalmente uma atividade crítica, então no âmbito religioso começamos logo por examinar se este conceito de Deus teísta é logicamente coerente ou consistente. Ou seja, se é possível que aqueles atributos do Deus teísta (tal como a omnipotência, omnisciência, perfeição moral) sejam simultaneamente verdadeiros, ou se por ventura os atributos se contradizem entre si e são logicamente inconsistentes.  Isto é relevante, pois se o conceito teísta de Deus for inconsistente (tal como 2+2=5), então este Deus será impossível: o que quer dizer que não existe nem sequer poderia existir. Um dos argumentos que se poderá trabalhar com os alunos, como resposta ao problema, é o designado “paradoxo da pedra” contra a omnipotência divina e as suas possíveis objeções.

No segundo problema, de natureza metafísica, pretende-se investigar se Deus existe. Pois, ainda que o conceito de Deus seja consistente, é preciso analisar se Deus efetivamente existe ou não. Por isso, é necessário avaliar os melhores argumentos, sem cair em falácias do espantalho, a favor e contra a existência de Deus. Propomos que é possível ensinar de forma didática e simples para os alunos do ensino secundário algumas das mais recentes versões do argumento ontológico, na sua versão modal, bem como do argumento teleológico, na sua versão da afinação minuciosa das constantes do universo, que visam mostrar que Deus existe. Por sua vez, sugerimos que também se pode avaliar de forma didática as versões mais recentes dos argumentos contra a existência de Deus, como o argumento probabilístico do mal e o argumento da ocultação divina.

Por fim, no terceiro problema, de natureza epistémica, deseja-se analisar se a crença em Deus pode ou não ser racional mesmo na ausência de argumentos metafísicos a favor da existência de Deus. A este propósito pode-se fazer a distinção entre racionalidade prudencial e racionalidade epistémica. Por um lado, a racionalidade prudencial é o tipo de racionalidade não-epistémica que justifica crenças que são práticas ou que ajudam o sujeito de alguma forma. Por outro lado, a racionalidade epistémica é a propriedade que é necessária e, quando adicionada à crença verdadeira, é próxima de ser suficiente para o conhecimento. No âmbito da racionalidade prudencial, pode-se analisar com os alunos a resposta de Pascal de que é legítimo acreditar (apostar) em Deus mesmo na ausência de um argumento metafísico a favor da sua existência, bem como as possíveis objeções a essa resposta. No âmbito da racionalidade epistémica, pode-se avaliar criticamente uma versão simples e didática da resposta de Alvin Plantinga de que, num esquema epistémico fundacionalista, a crença em Deus é apropriadamente básica e, por isso, tal crença não precisa de argumentos a seu favor.

Nesta proposta de lecionação visa-se que os alunos tenham uma perspetiva ampla e contemporânea da filosofia da religião, bem como pretende-se que relacionem os problemas, teorias, argumentos e conceitos desta área com a lógica, a metafísica, e epistemologia.

Os slides da comunicação estão disponíveis aqui.


Gostou deste artigo? Receba outros por e-mail, assine a nossa newsletter. Digite aqui o seu e-mail:

Este artigo, com comentários, encontra-se no seguinte tema:

Escreva aqui os seus comentários ao artigo "Lecionação da Filosofia da Religião a partir da Lógica, Metafísica, e Epistemologia":

5 Domingos Faria: Lecionação da Filosofia da Religião a partir da Lógica, Metafísica, e Epistemologia Na passada quinta-feira, dia 12 de julho de 2018, apresentei uma comunicação na Universidade de Aveiro sobre a "Lecionação da Filo...
< >