02/07/2016

Uma objeção "de jure" viável ao teísmo?


No novo número da Filosofia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, (ver aqui) foi publicado um artigo meu com o título "Haverá uma viável objeção de jure à crença teísta?".
Neste artigo pretendo disputar a alegação de Plantinga de que não existem objeções de jure viáveis à crença teísta que não pressupõem que tal crença é falsa. Assim, ao contrário de Plantinga, argumento que há pelo menos uma objeção de jure viável, i.e., uma objeção à justificação ou garantia da crença teísta que não depende previamente nem pressupõe a falsidade do teísmo.

Para ler a penúltima versão deste artigo clique aqui.


Gostou deste artigo? Receba outros por e-mail, assine a nossa newsletter. Digite aqui o seu e-mail:

Este artigo, com comentários, encontra-se no seguinte tema:

Escreva aqui os seus comentários ao artigo "Uma objeção "de jure" viável ao teísmo?":

5 Domingos Faria: Uma objeção "de jure" viável ao teísmo? No novo número da Filosofia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto , (ver aqui ...
< >