15/11/2012

Conceção mecanicista de ensino


Na conceção mecanicista de ensino, o aluno é entendido como um mecanismo ou parecido com um computador: o professor insere os inputs de informação, que são guardados no disco rígido (cérebro) do aluno para, mais tarde (por exemplo, nos testes), lhe pedir para fazer os outputs das informações, ou seja, imprimir o que estava guardado em arquivo. No entanto, será ainda filosofia a transmissão mecânica de conteúdos? [Clique aqui para continuar a ler...]


Gostou deste artigo? Receba outros por e-mail, assine a nossa newsletter. Digite aqui o seu e-mail:

Este artigo, com comentários, encontra-se no seguinte tema:

Escreva aqui os seus comentários ao artigo "Conceção mecanicista de ensino":

5 Domingos Faria: Conceção mecanicista de ensino Na conceção mecanicista de ensino, o aluno é entendido como um mecanismo ou parecido com um com...
< >