16/05/2011

Argumento Ontológico e Cosmológico a favor da existência de Deus


O argumento ontológico parte do conceito de Deus com o objectivo de estabelecer, recorrendo exclusivamente a premissas a priori, a sua existência.

P1 - Deus é por definição um ser totalmente perfeito, como todas as qualidade, entre as quais a omnipotência, omnisciência, suma bondade, entre outras.
P2 - Se Deus existisse apenas no pensamento não seria um ser totalmente perfeito. (Faltava-lhe a qualidade da existência na realidade. E um ser que existe na realidade é mais perfeito ou maior do que um ser que não existe na realidade).
C - Logo, Deus tem que existir também na realidade.




O argumento cosmológico parte de características particulares do mundo (do cosmos), nomeadamente que todas as coisas têm uma causa e nada pode ser a causa de si próprio, para então concluir que Deus existe.

P1 - Na vida de todos os dias, descobrimos que tanto os objectos como os acontecimentos são causados por outros.
P2 - Mas, uma série infinita de causas desse tipo é impossível, porque então não haveria uma primeira causa, e portanto, não haveria uma segunda, uma terceira, etc...
C - Logo, deve haver uma primeira causa: Deus.


Resta apelar para o sentido crítico do leitor: serão estes argumentos plausíveis?



Gostou deste artigo? Receba outros por e-mail, assine a nossa newsletter. Digite aqui o seu e-mail:

Este artigo, com comentários, encontra-se no seguinte tema: ,

Escreva aqui os seus comentários ao artigo "Argumento Ontológico e Cosmológico a favor da existência de Deus":

5 Domingos Faria: Argumento Ontológico e Cosmológico a favor da existência de Deus O argumento ontológico parte do conceito de Deus com o objectivo de estabelecer, recorrendo exclu...
< >