17/08/2009

Fenomenologia



Fenomenologia é a descrição daquilo que aparece. É a teoria dos fenómenos, e com esta significação podemos dizer que a fenomenologia é uma disciplina praticamente ilimitada. Toda a filosofia poderá considerar-se fenomenologia desde que o seu desenvolvimento se processe conforme a etimologia, isto é, seja doutrina das aparências ou fenómenos.
Originalmente a ideia de um logos dos fenómenos é de origem platónica e tem por finalidade salvar os fenómenos do fluxo heracliteano do mundo sensível, ligando-os às formas imutáveis do mundo das ideias.
A fenomenologia em Husserl resume-se: ao reconhecimento do carácter intencional da consciência, pelo qual a consciência é um movimento transcendente em direcção ao objecto e pelo qual o próprio objecto se dá ou se apresenta à consciência “em carne e osso” ou “pessoalmente”; à evidência da visão (intuição) do objecto devido à presença efectiva do próprio objecto; à generalização da noção de objecto, que compreende não somente as coisas materiais mas também as formas de categorias, as essências e os “objecto ideais” em geral; ao carácter privilegiado da “percepção imanente”, isto é, da consciência que o eu tem das próprias experiências, enquanto aparecendo elas coincidem perfeitamente nesta percepção, ao passo que não coincidem na intuição do objecto externo o qual não se identifica nunca com as suas aparições à consciência mas permanece além dela.


Gostou deste artigo? Receba outros por e-mail, assine a nossa newsletter. Digite aqui o seu e-mail:

Este artigo, com comentários, encontra-se no seguinte tema:

Escreva aqui os seus comentários ao artigo "Fenomenologia":

5 Domingos Faria: Fenomenologia Fenomenologia é a descrição daquilo que aparece. É a teoria dos fenómenos, e com esta significação podemos dizer que a fenomenologia...
< >