07/04/2009

Restolho


trigo
“Mas é preciso morrer e nascer de novo
semear no pó e voltar a colher
há que ser trigo, depois ser restolho
há que penar para aprender a viver
e a vida não é existir sem mais nada
a vida não é dia sim, dia não
é feita em cada entrega alucinada
pr´a receber daquilo que aumenta o coração”
Mafalda Veiga – “Restolho”


Gostou deste artigo? Receba outros por e-mail, assine a nossa newsletter. Digite aqui o seu e-mail:

Este artigo, com comentários, encontra-se no seguinte tema:
5 Domingos Faria: Restolho “Mas é preciso morrer e nascer de novo semear no pó e voltar a colher há que ser trigo, d...
< >